Levantei-me esta manhã por Tua graça, ó meu Deus, e parti de minha casa com toda a confiança em Ti e entregando-me a Teus cuidados. Faze descer sobre mim, pois, do céu da Tua misericórdia, uma bênção de Tuas mãos, e deixa-me voltar para casa em segurança, assim como me permitiste sair, sob Tua proteção, com meus pensamentos dirigidos constantemente a Ti. Não há outro Deus senão Tu – Uno, Incomparável, Onisciente, a Absoluta Sabedoria.

Bahá’u’lláh

طُوبَى لِمَحَلٍّ وَلِبَيْتٍ وَلِمَقَامٍ وَلِمَدِينَةٍ وَلِقَلْبٍ وَلِجَبَلٍ وَلِكَهْفٍ وَلِغَارٍ وَلِأَوْدِيَةٍ وَلِبَرٍّ وَلِبَحْرٍ وَلِجَزِيرَةٍ وَلِدَسْكِرَةٍ اِرْتَفَعَ فِيهَا ذِكْرُ اللهِ وَثَنَائُهُ

حضرت بهاءالله

“Levantei-me esta manhã por Tua graça, ó meu Deus” é uma oração recitada pelos Bahá’ís ao saírem de suas casa pelas manhãs. Ela é parte de uma longa Epístola de Baháʼuʼlláh para Mírzá ʻAlí-Muḥammad Varqá, o eminente poeta e mártir Baháʼí.

Maiores informações